Páginas

19 de ago de 2007

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DO BOM CONSELHO

Gloriosíssima Virgem, escolhida pelo Conselho Eterno para ser Mãe do Verbo Encarnado, tesoureira das divinas graças e advogada dos pecadores, eu, o mais indigno dos vossos servos, a Vós recorro, para que Vos digneis de ser o meu guia e conselho neste vale de lágrimas. Alcançai-me, pelo preciosíssimo Sangue de vosso Divino Filho, o perdão de meus pecados, a salvação da minha alma e os meios necessários para operá-la. Alcançai para a Santa Igreja o triunfo sobre os seus inimigos e a propagação do Reino de Jesus Cristo por toda a Terra. Assim seja.

QUE DEUS ABENÇOE A TODOS NÓS!

Oh! meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno,
levai as almas todas para o céu e socorrei principalmente
as que mais precisarem de vossa misericórdia!

Graças e louvores se dê a todo momento:
ao Santíssimo e Diviníssimo Sacramento!

Esta é a oração de louvor que, segundo frei Leão, fiel e humilde companheiro do santo, Francisco de Assis escreveu de próprio punho num pergaminho, e é preciosamente conservado até hoje (1ª. parte):


“Tu és santo, Senhor,

o Deus que realiza maravilhas.

Tu és forte.

Tu és maravilhoso.

Tu és o Senhor Supremo.

Tu és o Rei Todo-Poderoso,

Tu és o Pai Sagrado,

Rei do céu e da terra.

Tu és o três em um,

Senhor Deus dos deuses.

Tu és o Bem,

todo o bem,

o mais elevado bem,
o Senhor Deus, vivo e verdadeiro”.

Salmo 121

O Senhor é teu guarda, tua sombra,
O Senhor está à tua direita.
De dia o sol não te ferirá
Nem a lua de noite.

O Senhor te guarda de todo o mal,
Ele guarda a tua vida;
O Senhor guarda a tua partida e chegada,
Desde agora e para sempre.

Guarda-me, sim, Senhor,
porque sou teu.
E à tua sombra me abrigo
como a ave no calor do pleno dia.

Afasta de mim o que não for
sinal de vida,
o que não me levar a ti.

E que outras palavras
meus ouvidos não ouçam
a não ser as tuas.

E que outra segurança
minha existência não tenha
a não ser a de saber
que de ti venho e
para ti caminho com desejo infinito.
Com São Francisco de Assis, para pedir Clareza no Caminho.

Deus todo-poderoso, eterno, justo e misericordioso, auxiliados que somos, pobres criaturas, pela vossa graça, desejamos saber o que quereis de nós, e queremos sempre o que seja do vosso agrado, para que, interiormente limpos e iluminados e inflamados pelo fogo do Espírito Santo, possamos seguir os passos do vosso bem-amado Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, e, somente pela vossa graça, chegar a vós, ó Altíssimo, que viveis e reinais na glória na perfeita Trindade e na simples Unidade, Deus Supremo para todo o sempre. Amém.


São Francisco de Assis, Carta à Ordem.


A graça de um novo amanhecer Quando acordamos e levantamos, logo pensamos, como será o dia em que iremos vivenciar? Um dia de terror ou de amor Um dia de tristeza ou de alegria Um dia de culpa ou de perdão Um dia de incredulidade ou de fé Um dia de guerra ou de paz Se nos é dada à graça de poder neste novo amanhecer, viver, tenha fé, acredite e faça valer o que lhe é dada como dom "a vida" e pare de reclamar e murmurar, até condenar muitas vezes o autor da vida "Deus", ou quem te gerou e criou de sua falta de oportunidade. Vença seus medos, sua timidez, sua incredulidade, sua tristeza, e vá a luta, supere. Muitas vezes, nós nos vemos diante de situações difíceis, não é verdade? Tão difíceis, a ponto de pensarmos que elas aparentemente não apresentam saída. Sem sombra de dúvida, nesses momentos, somente uma fé a toda prova, uma fé inabalável no poder ilimitado de Deus, consegue fazer com que a pessoa vença o desânimo ou o pessimismo derrotista e faça reverter a situação. É justamente está fé que o Senhor nos pede. Uma fé ilimitada que insista dia e noite junto ao Coração de Deus. "Deus nunca nos dá problemas cujas soluções não estão a nosso alcance". (J. Paul Schmitt)