Páginas

3 de ago de 2007

“Tu me chamaste e teu grito rompeu minha surdez.
Cintilaste e o fulgor da tua luz afugentou a minha cegueira.
Exalaste a tua fragância e eu a aspirei: anseio por ti.
Eu te saboreei e agora tenho fome e sede de ti!
Tu me tocaste e agora estou ardendo pela tua paz!
Quando me uno a ti com todo o meu ser,
não há em mim dor nem fadiga;
viva será minha vida, toda repleta de ti.
Em tua misericórdia está toda a minha esperança”.

Cântico de Tobias 13,2

Tu és grande, Senhor, para sempre,

E o teu reino se estende nos séculos!

Tu és santo, Senhor, para sempre,

e tua santidade se revela

em tudo que criaste,

no amor com que nos educaste

para viver a santa liberdade.

Tu és amado, Senhor, para sempre,

e não podemos viver a não ser na

gratidão de teu amor,

na esperança de teu reino,

na confiança de tua Palavra.
Senhor, tão imensamente amado!

Afinal, o que é a paz?



Paz não é apenas a ausência de guerra entre os países.

Paz é garantir que todas as pessoas tenham
moradia, comida, roupa, educação, saúde, amor
compreensão, ou seja, boa qualidade de vida.

Paz é cuidar do ambiente em que vivemos,
garantir a boa qualidade de água, o saneamento
básico, a despoluição do ar, o bom aproveitamento

da terra.

Paz é buscar a serenidade dentro da gente para
viver com alegria os bons momentos, ter força e
boas idéias para enfrentar os problemas e
resolver as dificuldades. Isso tudo sem precisar
fugir.

Acima de tudo, PAZ é criar um clima de harmonia
e bem-estar na família e na comunidade,
lembrando-se sempre de que onde há amor, há
paz; onde há paz, há Deus; onde há Deus, nada falta.

Para que existe


Para que existe a Guerra, se temos a Paz...
Para que existe o Ódio, se temos o Amor.
Para que existe o Orgulho, se temos o carinho das pessoas...
Para que existe o Racismo, se somos todos Iguais...
Para que existe a Humilhação, se todos tem aquilo que deseja...
Para que existe o Mau, se temos o Bem...
Para que existe a Vingança, se tudo o que temos nós dividimos...
Para que existe Pessoas tão Cainhas, que não possa oferecer um pedaço de Pão
Para que existe este mundo tão Grande, se as pessoas não dão valor ao que temos...
De valor o que tem, porque assim você verá como é gratificante cuidar o que Deus deixou para nós.
Bem, Deus deixou tanta coisa bonita, se agora está acontecendo tudo isso é porque ninguém dá valor para o que tem.
Você vai dar valor nas suas coisas?
Pense nisto....

Podas


Quando eu era criança, encontrei, um dia, um jardineiro,
com uma tesoura enorme na mão.
Fiquei revoltado quando vi que ele, com a sua tesoura,
começou a cortar os galhos mais tenros de todas as plantas.
Reclamei, agarrei-o pelo braço.
Ele sorriu e pediu-me que, depois de um mês,
eu voltasse a ver o resultado do que tinha feito.

E, de fato, um mês depois
todas as plantas estavam ainda mais belas
e cheias de vida.

Foi assim que aprendi o segredo das podas.

Quando li, no Evangelho,
que o Criador e Pai poda justamente os galhos que dão frutos,
entendi, aceitei, porque eu já sabia o efeito da poda.

Por que todos nós temos a tentação de imaginar
que os sofrimentos que nos chegam são castigos de Deus?!
Por que não pensar que Deus permite sofrimentos físicos e morais,
como o agricultor que poda suas árvores,
para que dêem mais fruto ainda?!
Por mais que o sofrimento nos desnorteie;
por mais que certos sofrimentos pareçam absurdos e revoltantes,
agarremo-nos a estas duas certezas,
como quem se agarra a dois cabos de aço:

Deus existe e Deus é Pai.

Dom Hélder Câmara