Páginas

8 de out de 2007

Entremos na dinâmica do amor e seremos verdadeiramente livres


Continuamente somos convidados por Deus para fazer o bem, que é a única força capaz de transformar as realidades da nossa vida e do ambiente em que vivemos. O amor que dispensamos ao nosso próximo – quando o acolhemos e o ajudamos – conduz-nos a uma plena liberdade interior. Quando temos a coragem de entrar na dinâmica do amor, cada vez mais somos impelidos a amar qualquer pessoa, independente de sua cor, raça, religião e condição social. Quanto mais amamos as pessoas, tanto mais nós somos curados e transformados por Deus.

Não podemos ficar esperando que os outros nos amem, ao contrário, saiamos de nós mesmos e caminhemos ao encontro dos nossos irmãos, que muito precisam. Usemos de misericórdia hoje com todas as pessoas que se aproximarem de nós, sem julgá- las nem condená-las.

"E Jesus perguntou: Na tua opinião, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes? Ele respondeu: Aquele que usou de misericórdia para com ele. Então Jesus lhe disse: vai e faze a mesma coisa" (Lc 10,36-37).

Jesus está enviando-nos para praticarmos a misericórdia.


Jesus, eu confio em Vós!

...Se você aprender a perder, a cair, a errar, ninguém
o controla mais. Pois o máximo que pode acontecer
a você é cair, é errar, e perder e isto você já sabe.

Bem aventurado aquele que já consegue receber
com a mesma naturalidade o ganho e a perda, o
acerto e o erro, o triunfo e a queda, a vida e a morte
MEDO DE PERDER

Você sabe por que o mar é tão grande tão imenso
tão poderoso? É porque teve a humildade de se
colocar a alguns centímetros de todos os rios do
mundo. Sabendo receber, tornou-se grande. Se
quisesse ser o primeiro, alguns centímetros acima
de todos os rios, não seria o mar mas uma ilha.
Toda sua água iria para os outros e ele estaria
isolado. E além disso, a perda faz parte, a queda faz
parte, a morte faz parte. É impossível vivermos
satisfatoriamente se não aceitarmos a perda, a
queda, o erro e a morte. Precisamos aprender a
perder, a cair, a errar e a morrer. Não é possível
ganhar sem saber perder. Não é possível andar sem
saber cair. Não é possível acertar sem saber errar.
Não é possível viver sem saber morrer.


Tenha Fé

Ensinou-nos o grande Mestre que a cada dia bastam suas próprias obras. Por que, então, preocupar-se com o que poderá lhe acontecer? Passamos um tempo enorme destruindo nossa felicidade preocupando-nos com coisas que nunca aconteceram. Procure lembrar de momentos de sua vida nos quais as coisas se passaram exatamente dessa forma, ou seja, os acontecimentos desagradáveis não ocorreram. Devemos, é verdade, estar preparados para contratempos que surjam, mas viver em função deles... isso não. Esqueça-os, confie e acredite: com fé em Deus nada de ruim lhe sucederá.