Páginas

20 de set de 2007

Ama-me por amor somente.


Ama-me por amor somente.

Não digas: "Amo-a pelo seu olhar,
O seu sorriso, o modo de falar
Honesto e brando. Amo-a porque se sente
Minh'alma em comunhão constantemente
Com a sua". Porque pode mudar
Isso tudo, em si mesmo, ao perpassar
Do tempo, ou para ti unicamente.
Nem me ames pelo pranto que a bondade
De tuas mãos enxuga, pois se em mim
Secar, por teu conforto, esta vontade
De chorar, teu amor pode ter fim!
Ama-me por amor do amor, e assim
Me hás de querer por toda a eternidade.
Madre Teresa de Calcutá
MUNDO DE SORRISOS

Aproximadamente 10 anos atrás, quando eu era um estudante
universitário, arranjei um trabalho em uma loja de souvenirs
no museu da universidade.
Um dia, enquanto trabalhava no caixa da loja, um casal
entrou empurrando uma menina em uma cadeira de rodas.

Quando olhei a garotinha mais de perto, pude observar
que ela não tinha nem braços e nem pernas.
Era apenas cabeça, pescoço e tronco. E ela usava um
caprichado vestidinho azul com bolinhas vermelhas.

Continuei com meu trabalho enquanto o casal circulava
pela loja até que vieram até o caixa.
Levantei a cabeça em direção à menina e lhe dei uma
piscadinha.
Quando devolvi o troco aos avós da garota pude perceber
que ela me sorria.
O sorriso mais atraente e bonito que eu já tinha visto.

De repente todo o problema da menina tinha desaparecido.
Tudo o que eu via era uma bonita menina cujo sorriso me
derreteu e, imediatamente, me deu um sentido
completamente novo para a vida.
Ela me tirou daquele mundinho pobre e infeliz de um
estudante egoísta e me levou para o mundo dela:
um mundo de sorrisos, amor e calor.

Isto aconteceu há quase dez anos.
Hoje sou um bem sucedido homem de negócios e sempre
que fico meio pra baixo, pensando nas dificuldades,
me lembro daquela menininha e a notável lição de
vida que ela me ensinou, e me deixo transportar
àquele mundo de sorrisos.