Páginas

20 de set de 2007

Ama-me por amor somente.


Ama-me por amor somente.

Não digas: "Amo-a pelo seu olhar,
O seu sorriso, o modo de falar
Honesto e brando. Amo-a porque se sente
Minh'alma em comunhão constantemente
Com a sua". Porque pode mudar
Isso tudo, em si mesmo, ao perpassar
Do tempo, ou para ti unicamente.
Nem me ames pelo pranto que a bondade
De tuas mãos enxuga, pois se em mim
Secar, por teu conforto, esta vontade
De chorar, teu amor pode ter fim!
Ama-me por amor do amor, e assim
Me hás de querer por toda a eternidade.
Madre Teresa de Calcutá
MUNDO DE SORRISOS

Aproximadamente 10 anos atrás, quando eu era um estudante
universitário, arranjei um trabalho em uma loja de souvenirs
no museu da universidade.
Um dia, enquanto trabalhava no caixa da loja, um casal
entrou empurrando uma menina em uma cadeira de rodas.

Quando olhei a garotinha mais de perto, pude observar
que ela não tinha nem braços e nem pernas.
Era apenas cabeça, pescoço e tronco. E ela usava um
caprichado vestidinho azul com bolinhas vermelhas.

Continuei com meu trabalho enquanto o casal circulava
pela loja até que vieram até o caixa.
Levantei a cabeça em direção à menina e lhe dei uma
piscadinha.
Quando devolvi o troco aos avós da garota pude perceber
que ela me sorria.
O sorriso mais atraente e bonito que eu já tinha visto.

De repente todo o problema da menina tinha desaparecido.
Tudo o que eu via era uma bonita menina cujo sorriso me
derreteu e, imediatamente, me deu um sentido
completamente novo para a vida.
Ela me tirou daquele mundinho pobre e infeliz de um
estudante egoísta e me levou para o mundo dela:
um mundo de sorrisos, amor e calor.

Isto aconteceu há quase dez anos.
Hoje sou um bem sucedido homem de negócios e sempre
que fico meio pra baixo, pensando nas dificuldades,
me lembro daquela menininha e a notável lição de
vida que ela me ensinou, e me deixo transportar
àquele mundo de sorrisos.

8 de set de 2007


Com o tempo

"Com o tempo, você aprende a sutil diferença entre levar pela mão e acorrentar uma alma.

E... aprende que o amor não significa se apoiar em alguém e que a companhia não significa segurança.

E...começa a entender que os beijos não são contratos, nem os presentes, promessas.

E... começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e com os olhos bem abertos, com a compostura de um adulto, n]ao com o rosto entristecido de uma criança.

E.. aprende a construir no hoje, pois o terreno do amanhã é por demais incerto para merecer planos.

Com o tempo, aprende que até os mais agradáveis raios de sol provocam queimaduras se você se expuser a ele por muito tempo.

Portanto, semeie o próprio jardim e adorne a própria alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.

Assim entenderá que, na realidade, pode suportar tudo... e que verdadeiramente você é forte e vale muito". Anônimo

Aprendamos com o tempo as belas coisas da viida, com humildade, lealdade e muito amor. U amor livre e desempedido para amar.

Liberto das mentiras e falsidades que insensantemente somos sondados a praticar.

Tempo para nascer.

Tempo para crescer.

Tempo para viver.

Tempo para morrer.

Tempo que o tempo nos leva a entender, "Deus é Amor!"

Paz e bem!

O "peso" do pecado .

João 21:15-17: "Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-Me mais do que estes outros? Ele respondeu: Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo. Ele lhe disse: Apascenta as minha ovelhas. Tornou a perguntar-lhe pela segunda vez: Simão, filho de João, tu Me amas? Ele lhe respondeu: Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo. Disse-lhe Jesus: Apascenta as minhas ovelhas. Pela terceira vez Jesus lhe perguntou: Simão, filho de João, tu Me amas? Pedro entristeceu-se por Ele lhe ter dito, pela terceira vez: tu Me amas? E respondeu-lhe: Senhor, Tu sabes todas as coisas, Tu sabes que eu Te amo. Jesus lhe disse: Apascenta as minhas ovelhas."

Nós não somos nada, nosso sustento é Jesus Cristo, nossa segurança é o Senhor, nossa garantia de salvação é Jesus Cristo. A nossa força, o nosso conhecimento da Bíblia, a nossa participação na Igreja, os anos que já estamos na vida cristã, tudo isso é nada.

A coluna vertebral do cristianismo é Jesus Cristo. Pedro se esqueceu disso e caiu. Caiu feio, beijou o pó. Desceu lá no fundo do poço, traiu, dizendo que não conhecia Jesus, quando havia sido entregue. Retornou à sua vida passada, falhou, pecou, abandonou o seu Mestre.

Amados e amadas, não há coisa mais triste na vida espiritual que a consciência de culpado. O grande problema com o pecado não é que Deus não possa nos perdoar. Ele nos perdoa. O grande problema com o pecado é que a consciência do pecador não aceita, as vezes, o perdão.

Será que você é alguém atormentado pelo peso da culpa? É alguém que há anos e anos vem carregando o fardo de uma consciência culpada?

Não importa o seu passado, não importa o seu presente, não importa como você viveu, não importa o que você fez. Há perdão para você e ninguém vai se perder porque um dia caiu, se alguém se perder será simplesmente porque caindo, não quis acreditar de novo, não tentou levantar-se, não tentou continuar a caminhada. Lembre-se de Jesus que sempre em suas curas dizia: "vá e não peques mais".

Paz e bem!

Deus é nosso amigo!

É o amor de Deus está em nós, e se manifesta por cada um de nós. O Senhor Deus é quem derrama a graça, sobre nós, basta o nosso SIM.

São João 15,12-17, nós fala deste amor belo, 'Amor Fraterno'.

Este é o meu mandamento: amai-vos uns aos outros, como eu vos amo. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos. Vós sois meus amigos, se fazeis o que vos mando. Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz seu senhor. Mas chamei-vos amigos, pois vos dei a conhecer tudo quanto ouvi de meu Pai. Não fostes vós que me escolhestes, mas eu vos escolhi e vos constituí para que vades e produzais fruto, e o vosso fruto permaneça. Eu assim vos constituí, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vos conceda. O que vos mando é que vos ameis uns aos outros.

Você não vive sozinho, não faz nada sozinho, em tudo temos o Senhor ao nosso lado, nos acompanhando, amparando e protegendo.

Deus é nosso amigo! Ele nos quer felizes. Abramo-nos a esse grande Amor

E em nossa vida, em nosso cotidiano podemos dizer que temos amigos que em qualquer circunstância, tem a coragem de se dizer amigo?

Amigo não questiona, não julga, não premedita, não é falso, nem mentiroso. Ele fica do nosso lado sempre que precisamos. É como anjo sem asas que nos protege.

Amigos são como anjos e existem, e quando encontramos um verdadeiro temos orgulho em dizer:

"Este... é meu amigo!?

DEUS TE AMA, E TEM UM PLANO MARAVILHOSO PARA A SUA VIDA.

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigénito, para que todo o que nele cré não pereça, mas
tenha a vida eterna". João 3, 16

Paz e bem!

Cântico de Tobias 13,2

Tu és grande, Senhor, para sempre,

E o teu reino se estende nos séculos!

Tu és santo, Senhor, para sempre,

e tua santidade se revela

em tudo que criaste,

no amor com que nos educaste

para viver a santa liberdade.

Tu és amado, Senhor, para sempre,

e não podemos viver a não ser na

gratidão de teu amor,

na esperança de teu reino,

na confiança de tua Palavra.
Senhor, tão imensamente amado!

5 de set de 2007

A tristeza Escrito por Evágrio Pôntico

Arquivado em: 012. Monaquismo e os Padres do Deserto — caducn at 5:58 pm on Quarta-feira, Setembro 5, 2007

Um dos vícios capitais que o Monge Evágrio Pôntico nos mostra nos seus escritos é a tristeza. Um cristão não pode ser triste, pois o Senhor se fez homem, e se deu na cruz para que fôssemos alegres. De fato, a tristeza matou a muitos e não pode, de forma alguma, ser triste um coração que ama a Cristo. Quero convidar você a ler este texto e meditar sobre ele. E depois você pode comentar a respeito. Que tal?

O monge atingido pela tristeza não conhece o prazer espiritual; a tristeza abate a alma e se forma a partir dos pensamentos da ira. O desejo de vingança, com efeito, é próprio da ira; o fracasso da vingança gera a tristeza; a tristeza é a boca do leão e facilmente devora aquele que se entristece. A tristeza é um glutão de coração e se alimenta da mãe que o gerou. Sofre a mãe quando dá à luz um filho; porém, esta, tendo dado à luz, se vê livre da dor. A tristeza, ao contrário, enquanto é gerada, provoca fortes dores e, sobrevivendo, após o esforço, não traz sofrimentos menores. O monge triste não conhece a alegria espiritual, como aquele que acometido por forte febre não reconhece o sabor do mel. O monge triste não saberá como manter a mente na contemplação, nem brota nele uma oração pura: a tristeza impede todo o bem. Ter os pés amarrados impede a corrida; assim é a tristeza: um obstáculo para a contemplação. O prisioneiro dos bárbaros está preso com correntes; a tristeza amarra aquele que é prisioneiro das paixões. Na ausência de outras paixões, a tristeza não tem força, assim como não tem força uma corda se lhe faltar quem amarre. Aquele que está atado pela tristeza é vencido pelas paixões e, como prova de sua derrota, vem acrescentada a atadura. Efetivamente, a tristeza deriva da falta de êxito do desejo carnal, porque o desejo é co-natural a todas as paixões. Quem vence o desejo, vence as paixões; e o vencedor das paixões não será submetido pela tristeza. O moderado não se entristece pela falta de alimentos, nem o sábio quando é atacado por um lapso de memória, nem o manso que renuncia a vingança, nem o humilde que se vê privado da honra dos homens, nem o generoso que sofre uma perda financeira; com efeito, eles evitam, com força, o desejo destas coisas, como efetivamente aquele que corajosamente rejeita os golpes. Assim, o homem carente de paixões não é ferido pela tristeza.

Talvez você esteja vivendo isso que o Santo Monge nos falou. Talvez a tristeza possa estar impedindo a sua oração de ser pura, perfeita e constante. Talvez você tenha buscado demasiadamente saciar os prazeres e desejos que sua carne clama e por causa da falta de sucesso desta busca só encontrou tristeza. Quantas vezes eu não vivi essa realidade? Quantas vezes a tristeza não me abateu? É preciso viver na alegria. Quem precisa de menos, se alegra com mais facilidade. A alegria verdadeira é fruto de um coração desprendido das coisas, e ligado a Deus. Agora faço essa pergunta a você: Você tem se deixado abater pela tristeza?

2 de set de 2007

A fé e a vocação
Não esqueçam nunca que a sua vocação é um ato de fé. Fé no triunfo da sua vida, fé que vocês não serão fraudados naquilo que vocês entregaram. Vocês não renunciaram a vida, nem ao amor: mas descobriram uma medida superior de vida e amor: Cristo, com os seus mistérios, lutas e dores. Tudo isso é humano e Deus não nos desumaniza quando nos chama, desumanizados não lhe interessamos. O mistério formoso da vossa vida é esta cruz que forma o encontro entre o humano e o divino em vocês. Não peçam descanso, quando Cristo lhes pede e lhes chama para que subam o ápice; não peçam paz, quando Cristo lhes pede estar em ato de entrega e luta constante.
¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬

ETERNO,
Carlos D. de Andrade

Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo,
mas com tamanha intensidade, que se petrifica,
e nenhuma força jamais o resgata..
Fácil é ouvir a música que toca.
Difícil é ouvir a sua consciência.
Fácil é ter várias pessoas ao longo da vida.
Difícil é entender que pouquíssimas delas vão
te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.
Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.
Difícil é ocupar o coração de alguém.
Fácil é sonhar todas as noites.
Difícil é lutar por um sonho.
Fácil é querer ser amado.
Difícil é amar completamente, e aprender a
enxergar quem te ama de verdade.

1 de set de 2007

Setembro traz o protagonismo da Bíblia na vida do povo de Deus.


A Palavra indica-nos os caminhos, abre espaços nas sombras, esclarece nas dúvidas, coloca-nos na intimidade do Senhor e na comunhão com todos os que nele crêem. Ela nos situa na História da Salvação e nos acompanha em todos os momentos de nossa vida, porque, afinal, conta com letras vivas, a maior história de amor que o mundo já conheceu em todos os tempos: o amor entre um Pai e seus filhos.

Neste mês, nosso site propõe um itinerário de oração no molde dos salmos: a cada dia, selecionamos um trecho de um salmo ou de um cântico e o continuamos na expressão de nossos dias. Em negrito está o original e sua referência, a seguir a contemporaneidade.

Que a beleza dos salmos nos ajude a rezar melhor e mais intensamente, nos coloque em solidária unidade com os irmãos no mundo inteiro, nos faça louvar a Deus nos passos de Maria, serva orante, nos aprofunde e conserve na intimidade de nosso Pai. E que o Espírito nos guie e nos conduza, pela oração e pela ação, a Cristo Jesus.

O silêncio é um amigo que nunca trai.

O rio atinge os objetivos porque aprendeu a contornar os obstáculos.

Prefira sempre necessitar menos a possuir mais.

Toma cuidado para não fazer ao outro o que não gostaria que fizessem a ti.

Na adversidade é que se conhecem os amigos.

Há aparências de dureza que ocultam tesouros de sensibilidade e de afeto.

O sábio procura o que está nele próprio; o tolo, oque está fora dele.

A esperança é a arte de ser feliz sem a felicidade.

Cada coisa tem a sua hora e cada hora tem seu caminho.

Quem aprendeu a obedecer, saberá comandar.

A verdade dói mas passa... A mentira fica mas desgasta...

Quem não sabe calar não conserva amigos.

O homem comum fala, o sábio escuta, o tolo discute.

A música é revelação superior a toda sabedoria e filosofia.

Toda dificuldade vem a companhada de meios para soluciona-las.

Caminhar na Luz


"Eu sou a luz do mundo.

Quem me segue não andará

nas trevas, mas terá a

luz da vida"(Jo 8,12).

Jesus

Luz Divina que dissipa as trevas!

Dá-me força para que eu percorra

o meu caminho enquanto é dia.

Não deixes apagar-se a luz

dos meus olhos sem que eu tenha

cumprido a missão que me deste!

Ensina-me a aproveitar bem

cada dia e cada hora, pois o

tempo passa veloz e não volta

mais.

Abençoa a minha passagem pela

terra, pois é em teu nome,

Senhor,

que anuncio o Reino dos Céus.

Por onde passar,

que eu leve a tua luz,

ensine o teu amor

e semeie a tua paz.

(Autor: Pe. Luiz Cechinato)

***

Deus abençoe o seu dia!