Páginas

9 de jul de 2007

Conflitos internos

Um velho índio descreveu certa vez os seus conflitos internos.

"Dentro de mim existem dois cachorros, um deles é cruel e mau, o outro é muito bom e dócil. Eles sempre estão a brigar".

Quando então lhe perguntaram qual dos cachorros ganharia a briga, o sábio índio parou, refletiu e respondeu:

"Aquele que eu alimentar"


SEXO FORA DO CASAMENTO

Há, felizmente, hoje mais de 600 sites católicos na Internet e grande é a oportunidade para se responder a inúmeras questões sobre a Religião, Filosofia, História. Por outro lado, se percebe um profundo desconhecimento da Bíblia Sagrada, pois algumas questões, se o Livro Santo fosse lido, relido, estudado, não seriam colocadas...

Uma delas é onde está na Bíblia que não se pode usar o sexo fora do casamento. Esquece´se que os Mandamentos dados pelo próprio Deus a Moisés são a vereda da libertação. Entre eles estão o Sexto e o Nono Mandamentos: ´Não pecar contra a castidade´ e ´Não desejar a mulher do próximo´ (cf. Ex 20,2´17; Deut 5,6´21). Jesus em inúmeras passagens de sua pregação urgiu o cumprimento destes preceitos. É só ler com atenção o Evangelho. Isto foi muito bem entendido, tanto que diz São Paulo: ´Nem os impudicos, nem idólatras, nem adúlteros, nem depravados, nem de costumes infames, nem ladrões, nem cobiçosos, como também beberrões, difamadores ou gananciosos terão por herança o Reino de Deus (lCor 6,9; Rom 1l,24´27). Condena o Apóstolo a prostituição (1Cor 6,13ss, 10,8; 2Cor 12,21); Col 3,5).

É preciso, de fato, sempre evitar os desvarios da carne. O corpo do cristão, criado pelo Ser Supremo e informado por uma alma espiritual, é santificado, consagrado ao Senhor pelos sacramentos, sobretudo, pelo Batismo, Confirmação e Sagrada Comunhão. O batizado é membro do Corpo místico de Cristo. O corpo é o santuário de Deus, que habita nele pela graça batismal. Cumpre então ao discípulo de Jesus conservar o seu corpo em pureza e santidade. O corpo humano é, realmente, uma das obras mais extraordinárias de Deus. Nele tudo é bom e valíoso. Nele não exíste nada que seja desprezível ou pecaminoso. Além de todas as maravilhas que encantam os cientistas este corpo é, de fato, o Templo do Espírito Santo (1Cor 3,16s; 2Cor 6,16).

Cristo foi claro: ´Se alguém me ama, meu Pai o amará. Viremos a ele e faremos nele nossa morada´ (Jo 14,23). Ora, guardar castidade signifíca: fazer um reto uso das faculdades sexuaís que Deus colocou no nosso corpo. A castidade é uma atitude correta diante do sexo, ou seja, conservar e usar as forças do sexo dentro do plano de Deus. Para isto é mister perceber qual é o sentido profundo e valor exato da sexualidade. Deus preceituou que homem deixaria o pai e a mãe e se uniria a sua mulher, formando uma só carne (Gên. 2,24). Ele havia dito: ´Não é bom que o homem esteja só, far´lhe´ei uma auxiliar igual a ele (Gên. 2,18). O Criador abençoou Noé e seus filhos e lhes ordenou: ´Sede fecundos, multiplicai, enchei a terra´(Gên. 9,1). O sexo está destínado, portanto, à uníão e ao crescimento no amor, possibilitando a críação de uma nova vida humana.

Na visão crístã não é, como hoje muìtos querem fazer crer, algo que se possa usar fora dos planos divinos. Ele foi feito para o matrimônio e o matrimônio foi elevado à sua prístina dignidade por Jesus Cristo, como está claríssimo no Evangelho (Mt 5,32). Jesus proclamou: ´Bem´aventurados os puros, porque eles verão a Deus´. Muitos, felizmente, são os jovens que imbuídos do Espírito Santo se conservam puros até o dia do casamento, apesar de toda esta onda de erotismo que envolve, infelizmente, o mundo de hoje.

côn. José Geraldo Vidigal de Carvalho

SAIBA A ORIGEM DO AMOR

São João em sua primeira carta afirma que o amor não só vem de Deus, mas conduz a Ele. “Todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus” (1 João 4,7). Quem ama os outros proclama que veio de Deus e está em comunhão com Ele.

E numa breve afirmação, João faz uma das mais profundas e grandiosas revelações do Novo Testamento: “Deus é amor” (1 João 4,8). Deus age por amor. Criou o mundo por amor. E foi por amor que enviou seu Filho único à terra (1 João 4,8). Graças à encarnação do Filho de Deus somos capazes de compreender toda a grandeza do amor de Deus para conosco. A iniciativa de amor é d’Ele. Porque é Ele amor. “Não fomos nós que amamos a Deus, mas foi Ele que nos amou e enviou-nos o seu Filho” (1 João 4,10).

Na origem do amor, que é Deus, está o amor do Pai ao Filho. Depois, o amor do Filho por nós. “Assim como o Pai me amou também eu vos amei” (João 15,9). Por isso, devemos amar-nos uns aos outros.

Daí que é preciso permanecer no amor de Jesus. E a condição é observar seus mandamentos (João 15,10). O amor a Jesus não é uma palavra. Deve ser um comportamento. Uma nova atitude do homem. E a experiência do amor de Deus em nós e de nossa união com Cristo e com os irmãos nos torna felizes. A alegria de Jesus estará em nós e nossa alegria será plena (João 15,11).

Daí o grande mandamento, fonte de toda norma moral cristã: “Amai-vos uns aos outros” (João 15,12). A origem e a força deste amor mútuo é o amor de Cristo para conosco: “como eu vos amei” (João 15,12).

Este o grande testemunho do cristão no mundo, ontem e hoje, o amor. Os pagãos se admiravam porque os cristãos se amavam: “Vede como eles se amam”. Nesta sociedade, sob muitos aspectos, distanciados do Evangelho, o verdadeiro amor cristão causa também admiração. O amor de quem se dá pelos outros desinteressadamente, partilha suas dores, condivide com eles os seus bens. E é capaz até de dar a vida por eles. “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos” (João 15,13).

Dá a vida não só por seus amigos. O mandamento do Senhor vai além da esfera dos amigos. João se refere aos amigos, porque se dirigia à comunidade dos cristãos, amigos de Jesus. Mas a ordem do amor não conhece fronteiras: ''Isto vos ordeno: amai-vos uns aos outros'' (João 15,17).

Dom José Freire Falcão
Cardeal – Arcebispo de Brasília

Posso confiar
Tudo está em tuas mãos senhor
Como posso ainda me abalar
Se minha vida em ti está?

Meu lugar é em tua presença
Mesmo que os dias estejam difíceis
A tribulação é momento de silenciar e ouvir
Que a tua palavra é luz para os meus passos

Sei... posso confiar
Pois do teu amor já experimentei
Meu coração seguro está
Minha vida pertence a ti
Em tuas mãos, senhor tudo está.

Oração do Pai Nosso

PAI NOSSO.

Se meus valores são representados pelos bens na terra,
será inútil dizer

QUE ESTAIS NO CÉU.

Se penso apenas em ser cristão por medo, superstição ou comodismo,
será inútil dizer

SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME.

Se acho tão sedutor a vida aqui, cheia de supérfluos e futilidade,
será inútil dizer

VENHA A NÓS O VOSSO REINO.

Se no fundo desejo mesmo é que todos os desejos se realizem
será inútil dizer

SEJA FEITO A VOSSA VONTADE, ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU.

Se prefiro acumular riquezas, desprezando os meus irmãos que passam fome,
será inútil dizer

PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE.

Se não me importo em ferir, injustiçar, oprimir e magoar aos que atravessam meu caminho,
será inútil dizer

PERDOAI AS NOSSAS OFENSAS, ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO.

Se escolho sempre o caminho mais fácil, que nem sempre é o caminho de Cristo,
será inútil dizer

NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO.

Se por minha vontade procuro os prazeres materiais e tudo o que é proibido me seduz,
será inútil dizer

LIVRAI-NOS DO MAL.

E sabendo que sou assim, continuo me omitindo e nada faço para me modificar,
será inútil dizer

AMÉM


(autor desconhecido)


Ame

Diz um Conto Chinês que um jovem foi visitar um sábio conselheiro e disse-lhe sobre as dúvidas que tinha a respeito de seus sentimentos por sua jovem e bela esposa.
O sábio escutou-o, olhou-o nos olhos e disse-lhe apenas uma coisa:
- Ame-a.
E logo se calou.
Disse o rapaz:
- Mas, ainda tenho dúvidas...
- Ame-a, disse-lhe novamente o sábio.
E, diante do desconcerto do jovem, depois de um breve silêncio, disse-lhe o seguinte:
"Meu filho, amar é uma decisão, não um sentimento. Amar é dedicação e entre. Amar é um verbo e o fruto dessa ação é o amor. O amor é um exercício de jardinagem. Arranque o que faz mal, prepare o terreno,semeie, seja paciente, regue e cuide. Esteja preparado porque haverá pragas, secas ou excessos de chuvas mas nem por isso abandone o seu jardim.
Ame,ou seja, aceite, valorize, respeite, dê afeto, ternura, admire e compreenda.
Simplesmente:
Ame!!!

A inteligência sem amor, te faz perverso.
A justiça sem amor, te faz implacável.
A diplomacia sem amor, te faz hipócrita.
O êxito sem amor, te faz arrogante.
A riqueza sem amor, te faz avarento.
A docilidade sem amor te faz servil.
A pobreza sem amor, te faz orgulhoso.
A beleza sem amor, te faz ridículo.
A autoridade sem amor, te faz tirano.
O trabalho sem amor, te faz escravo.
A simplicidade sem amor, te deprecia.
A lei sem amor, te escraviza.
A política sem amor, te deixa egoísta.
A vida sem AMOR... não tem sentido!