Páginas

24 de jul de 2007

Liberdade de agir, mas por amor

“O Cristo respeita a dignidade do homem, sua liberdade. Em troca, Ele pede, propõe, mas sempre sob uma forma que conduz ao amor. A essência da liberdade é o amor... sem dúvida alguma: não existe liberdade se não amarmos, pois agiríamos a contragosto.

Jesus não ordena: faça isso... faça aquilo... evitará mesmo qualquer ordem particular. Ele pede a nossa dignidade: sejam livres, façam vocês mesmos o que devem fazer. O homem espiritual dirige-se interiormente com sua consciência, sem que seja necessário impor-lhe a lei externa. Enquanto a lei lhe for imposta 'de fora', enquanto vocês não a aceitarem e não a tornarem sua... estarão perdendo tempo...

O homem é um ser livre; não toquem em sua liberdade!'


P. Monier

Nenhum comentário: